My native language is Portuguese










My native language is Portuguese beach stories
  2
  •  
  0
  •   0 comments
Share

joana
joana Lost unicorn trying to be kind
Autoplay OFF   •   a year ago
This text is in Portuguese, my first language, because I am sure not many people here will understand it and this fact lessens the chances of some deep thoughts of mine being reject (we all have that fear, right?). Anyway, if you actualy want to read it, just say the word... I can probabily translate it.

My native language is Portuguese

Tenho a sensação que de todas as vezes que publicar algo aqui escrito em Português será muito engraçado, porque ninguém vai estar capaz de perceber o que escrevi.

Aconteceu isso com a minha primeira publicação. Trata-se se um mini-conto fantástico que escrevi de forma muito aleatória para um concurso de literatura da Fnac.

Há quase dois anos, fiz algo parecido, quando escrevi uma história de dez folhas para um outro concurso literário, nesta caso de literatura infantil.

Não ganhei, mas ainda tenho a história e tenciono melhorá-la um dia quando a minha alma estiver demasiado esgotada para trabalhar no apoio vítimas crime.

Sempre tive curiosidade pelas artes, de todos os tipos. Sempre tive aquele bichinho que me fazia procurar novas coisas, com uma comichão de vontade em participar.

Adoro criar estórias novas, faço-o a toda hora: enquanto lavo a louça, como, caminho.

Não consigo parar de imaginar, sinto que tenho uma fonte ilimitada de novas ideias e tudo o que acontece à minha volta despoleta o meu cantinho no cérebro cheio de fome de criar.

Acho que escreve isto aqui, desta forma, porque sei que ninguém o irá ler (ou, se ler, não conseguirá entender) e, de certa forma, quero muito que alguém leia e que alguém saiba que na minha alma cabe mais do que uma paixão, cabem mil até.

Mas tenho demasiado receio que os vários cantinhos da minha escuridão sejam rejeitados se os mostrar à luz...

Foi bom poder contar a alguém, mesmo que ninguém estivesse a ouvir.

Talvez o faça mais vezes no futuro, talvez não tenha de continuar a esconder estas pequenas reflexões numa folha de papel no fundo da gaveta da roupa interior.

Talvez...

(Porque tudo se resume às vezes em que tornamos um "E se..." numa ação.)

Obrigada por me ouvirem, vozes na minha cabeça.

Stories We Think You'll Love 💕

Get The App

App Store
COMMENTS (0)
SHOUTOUTS (0)